Acessibilidade

Junta Comercial retoma digitalização de acervo documental na próxima segunda-feira

A Junta Comercial do Estado do Amazonas (Jucea) retoma na próxima segunda-feira (17/06) a digitalização de acervo estimado em dez milhões de documentos, alguns arquivados há mais de cem anos. A ação faz parte do processo de modernização da autarquia e de medidas de segurança ao acervo histórico, acumulado ao longo dos 128 anos de existência da Junta Comercial amazonense.

O projeto de digitalização é feito em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), e retoma um trabalho iniciado no ano de 2015, quando 1.075 caixas com documentos foram digitalizados. O serviço estava paralisado há três anos, e agora deve ser concluído em seis meses.

Neste período, duas equipes, formadas por 15 pessoas cada, estarão trabalhando em dois turnos, uma pela manhã e outra no período da tarde, para digitalizar o acervo guardado em 10.438 caixas. Cada caixa arquiva documentos de aproximadamente 50 empresas constituídas.

Processo – Antes de serem digitalizados, os documentos foram limpos e organizados, conforme explica a servidora Darcilene Paes, uma das responsáveis pelo acervo da Junta. “Todos os documentos foram limpos separadamente, e divididos por natureza jurídica, o que facilitará no processo de digitalização”, destacou.

De acordo com o presidente da Junta, Ênio Ferrarini, a medida é importante em aspectos de segurança e de acessibilidade do usuário ao catálogo de documentos.

“É extremamente importante, em aspectos de segurança, termos o acervo passando de físico para digital, que será salvo em nuvem, não correndo o risco de ser perdido ou danificado. Da forma como está hoje, os documentos estão vulneráveis a todo tipo de dano, tanto os de efeito pelo o tempo quanto os de sinistro, onde a perda seria significativa para todos, por se tratar de parte da história mercantil do Estado do Amazonas”, ressaltou o presidente da Jucea.

A expectativa é que sejam digitalizadas 1.838 caixas por mês, que gerarão 1,47 milhão de imagens escaneadas. Um total de 8,35 milhões de imagens terão sido produzidas no fim dos seis meses de trabalho.


Reportar Erro